Publicado em: 17/02/2021


Hoje, vamos falar sobre gestão de qualidade. Você sabe o que é?

Se não tem muita ideia, nós, da UCAM, vamos te explicar um pouquinho do assunto.

Trata-se de um requisito obrigatório para toda empresa que deseja se manter competitiva e se perpetuar no mercado, visto que é responsável por garantir a plena satisfação dos clientes, impactando – também – colaboradores, fornecedores, investidores e parceiros.

Para ficar ainda mais claro para você, estamos falando de uma ferramenta estratégica que promove uma visão sistêmica de toda empresa e está alinhada a conceitos e práticas reconhecidos mundialmente. 

Trata-se de uma ação voltada para dirigir e controlar todos os processos organizacionais (finanças, contabilidade, gestão de pessoal, gestão de dados, entre outros) viabilizando a melhoria de produtos e serviços, buscando garantir a completa satisfação das necessidades ou a superação das expectativas dos clientes.

Você pode estar aí se perguntando de onde veio essa preocupação com a qualidade de bens e serviços. Nós te contamos que ela surgiu na década de 20, com o estatístico norte-americano Walter Andrew Shewhart, que desenvolveu um sistema para mensurar as variabilidades encontradas na referida produção.

O sistema ficou conhecido como Controle Estatístico de Processo (CEP). Em razão da Segunda Guerra Mundial, os EUA incentivaram a utilização do CEP pelos seus fornecedores de produtos bélicos do exército, o que ajudou a espalhar os novos métodos de controle de qualidade mundo afora.

A gestão de qualidade é fundamental nos dias atuais porque atua na excelência (tão necessária para manter uma empresa “viva” diante da concorrência) evitando problemas como capacitação deficiente de recursos humanos, modelos gerenciais ultrapassados, tomada de decisões sem sustentação e cruzamento de dados e fatos, além de posturas e atitudes que não promovem a melhoria contínua.

Por meio da gestão de qualidade é possível, por exemplo, aperfeiçoar processos, o que estabelece um vínculo maior com os clientes e leva à fidelização.

É, não é bobagem, não!  A criação de valor para os consumidores é um dos principais fatores que garantem a continuidade de qualquer empresa.

A GQ se sustenta em alguns pilares, entre eles “foco no cliente”, “liderança proativa”, “melhoria contínua” e “decisão baseada em fatos”.

E os benefícios resultantes do uso ferramenta são um melhor desempenho empresarial, a satisfação do cliente, consistência dos produtos oferecidos, implementação das melhores práticas, produtividade, aumento do desempenho financeiro e melhoria da comunicação interna.

Olha só! Agora você sabe um pouco sobre Gestão de Qualidade! 


[Fonte: onclick.com.br]