Publicado em: 22/04/2019


Chega aqui...conta para a gente...como você tem cuidado da sua pele?

Uhmmm...tá, pode confessar, você nem pensa nisso.

Mas devia, viu?

Nossa pele é como uma capa. Funciona como proteção natural do corpo e defende o organismo da ação de agentes externos, especialmente dos que têm poder de causar doenças.

É por isso que, se você pensou aí – meramente – no aspecto estético é bom saber que os cuidados têm de ir muito além disso. Porque estamos falando de saúde.

Tá, mas, então, como fazer para cuidar direitinho do maior órgão que temos no corpo?

Sim! A pele é, também, um órgão.

Vamos te passar umas dicas, vem conferir...

A primeira delas é: J-A-M-A-I-S dormir sem tirar a maquiagem! Por maiores que sejam o cansaço e a vontade de dormir é fundamental passar demaquilante na pele antes de repousar o corpo. A maquiagem obstrui os poros e impede a pele de respirar. Resultado? Oleosidade e envelhecimento.

Outra recomendação bem importante é que você passe protetor sempre que for se expor ao sol. A radiação do astro-rei pode causar queimaduras, envelhecimento precoce e doenças graves. E se você acha que tal providência é uma bobagem, saiba que, hoje, 33% dos casos de câncer são de pele. 

Ah, olha, e a dica do protetor vale, também, para os dias frios / chuvosos, viu?

Continuando, vamos a alguns tópicos: nada de tomar banho muito quente (o hábito remove a oleosidade natural da pele e diminui o manto lipídico, um hidratante natural do organismo); adotar – “para ontem” – o hábito de tomar água (não hidratar o corpo dificulta a eliminação das toxinas que causam o envelhecimento); jamais espremer espinhas (a manipulação da acne pode levar a infecções sérias, inflamações e cicatrizes)!

Por fim...opa!...precisamos voltar ao item do protetor solar: use dentro do ambiente de trabalho também.

Hein? 

Isso mesmo! Não são apenas as radiações solares que podem causar danos à sua pele, a luz de computadores e celulares também! Proteja-se de manchas e do envelhecimento com o uso regular do produto.

Tudo anotado?

Cuide-se!


[Fonte: G1 // Ciência e Saúde]