Publicado em: 28/02/2017


Alalaô ôôô ôôô...mas que calor..ôôô ôôô! E eis que chegou o Carnaval!

Você faz o tipo folião(ã) ou prefere passar estes dias bem longe do confete e da serpentina?
Seja qual tenha sido a sua resposta, saiba que os dias de Momo são considerados componentes de uma das festas populares mais animadas do mundo. Isso mesmo, o Carnaval é uma comemoração planetária! Em cada lugar de um jeito peculiar e característico, mas sempre com muita animação. 
Falando em "Momo", o termo vem da mitologia grega. Momos é um personagem lendário associado à ironia e ao sarcasmo e, no Brasil, foi – rapidamente – adaptado para as festas carnavalescas.
Diz a história que a folia chegou ao Brasil em torno do século XVII, na esteira de festas carnavalescas que ocorriam na Europa. Italianos e franceses, por exemplo, já se organizavam em desfiles urbanos – com muitas máscaras e fantasias – para aproveitar os dias de festa.
Opa! Desfiles....máscaras...fantasias? Você conhece este enredo, não?
Como já deu para perceber, a forma de comemorar o Carnaval atravessou os tempos, assim como a época do ano estabelecida para curtir a brincadeira: sempre quarenta dias antes da Páscoa, o que explica o termo Quaresma (representado por dias de jejum, com abstinência de carne). 
Há, também, uma explicação curiosa para o nome da festa. 
A palavra que usamos para nos referir aos dias em que reina o som da cuíca (e nos quais pierrôs e colombinas se espalham por aí) é originária do latim "carna vale", que significa...? Adivinha?
"Adeus à carne"!
No entanto, vamos combinar, as tentações da carne – seja qual for o âmbito da interpretação –  constituem tudo para o que, a maioria, NÃO costuma dizer adeus no Carnaval, não é mesmo?
Enfim, seja lá como for a sua comemoração (caindo na folia ou mantendo-se o mais longe possível do tumulto), nós, da Universidade Cândido Mendes, te desejamos bom Carnaval!
[Fonte: Sua Pesquisa]