Publicado em: 01/07/2020


Hoje, 1º de julho, celebramos o Dia Mundial da Arquitetura, sabia?

Pois bem, para celebrar este dia tão especial para aqueles que têm o dom de transformar ambientes e também paisagens, com construções imponentes, nós, da UCAM, vimos te contar sobre profissionais brasileiros que revolucionaram e continuam revolucionando a área com suas criações incríveis.

Começamos com Paulo Mendes Rocha. Para você ter uma ideia da contribuição  deste arquiteto para a sociedade, recentemente, ele inaugurou o Sesc 24 de Maio, em São Paulo. Vencedor, em 2006, do Prêmio Pritzker, Rocha, que tem 90 anos, também assina o edifício Guaimbê, na capital paulista, bem como a reforma da Pinacoteca do Estado de São Paulo (por esta, ela ganhou o prêmio Mies Van der Rohe para a América Latina). O profissional em questão é o principal expoente da arquitetura atemporal, reconhecido desta maneira pelo júri da Bienal de Veneza.

Próxima?

Rosa Kliass. Aos 86 anos, Rosa Grena Kliass – arquiteta-paisagista brasileira – é considerada a pioneira do paisagismo brasileiro moderno e contemporâneo. Também é muito conhecida como a responsável pela reforma do Vale do Anhangabaú e pelo projeto paisagístico do Parque da Juventude. Tendo cursado a FAU-USP, ela ainda foi fundadora (e é ex-presidente) da Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (ABAP), criada em 1975.

Nosso próximo nome é Severiano Mario Porto. Pioneiro no conceito de arquitetura sustentável, por conta das grandes obras que assina na Amazônia, é conhecido como o “Arquiteto da Floresta”. Nos projetos em questão, Porto usou apenas matéria-prima local (além de unir técnicas desenvolvidas por ribeirinhos às criações da arquitetura moderna). O restaurante Chapéu de Palha, que ele ergueu em Manaus, por exemplo, foi premiado pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB).

Você deve estar sentindo falta de uns certos nomes aí nesse histórico da Arquitetura no Brasil, acertamos?

Pois bem, vamos a eles...

Lina Bo Bardi. Eis um dos grandes nomes da Arquitetura no Brasil. Ítalo-brasileira, assina a construção do MASP e também da Casa de Vidro, que foi sua residência e de seu marido Pietro Maria Bardi por mais de 40 anos. O Sesc Pompéia, o Teatro Oficina e o Solar do Unhão (em Salvador, Bahia) também estão entre as obras de Lina.

Por fim, vamos ao grande nome, aquele que inspirou e continua inspirando inúmeros arquitetos brasileiros: Oscar Niemeyer.

Representante máximo da arquitetura modernista nacional, Niemeyer ganhou grande destaque por conta do projeto de Brasília. Com obras espalhadas por todo o mundo, era conhecido – pelos colegas de profissão – como alguém que tinha sido beijado por Deus. Em entrevista, o arquiteto contou, certa vez, que o Congresso Nacional estava entre suas obras favoritas por conta da simplicidade das duas cúpulas soltas. As palavras de Niemeyer foram: “O sujeito sobe a rampa e pensa: aqui tem inovação. O Congresso é o meu preferido”.

Bacana, não?

Agora que já te contamos um pouquinho dos arquitetos que fizeram história no Brasil, nós, da UCAM, desejamos a todos os especialistas em transformação / revitalização de espaços e ambientes um Feliz Dia Mundial da Arquitetura!


[Fonte: Revista Casa e Jardim]