Publicado em: 24/06/2019


Dia cheio ontem, hein?

Levantou cedo (atrasado/a, só para variar), “pulou dentro da roupa”, comeu qualquer coisa e saiu “voando” para o trabalho, por contar de uma reunião, marcada para antes das 8 da manhã.

Ufa!

A hora do almoço ainda nem tinha chegado e você já estava exausto (a). Cansaço dez, concentração zero.

 Pois é, como trabalhar e produzir assim, com sono?

Difícil.

É, mas ao final do expediente, você pegou suas coisas e foi para a academia.

Muito bem! Atividade física regular é fundamental para a manutenção da boa saúde.

Suou, suou, suou, suouuuu. Compromisso com a saúde cumprido, hora de finalizar o dia. Foi para casa, tomou seu banho, jantou e....foi dormir para descansar?

Nããããoo! Mas é claaaaro que não!

Você foi “colocar em dia” as séries que assiste em um site de streaming.

Um episódio, dois episódios – só mais unzinho, vai – nossa...uma da manhã! E amanhã o dia começa às 6h30.

Vai começar tudo de novo.

Sério, onde você pensa que vai – com saúde – assim?

O corpo precisa descansar! 

Um estudo realizado com 180 trabalhadores de uma empresa de TI, nos EUA, revelou que, nos dias seguintes de noites mal dormidas (ou menos horas dormidas que o habitual), os trabalhadores relataram maior interferência cognitiva, ou seja, pensamentos e atividades que nada tinham a ver com o trabalho.

E, olha, bastaram 16 minutos de sono a menos do que o habitual para que, na avaliação dos estudiosos, os voluntários ganhassem mais um ponto na escala que avaliou a perturbação intelectual.

Os pesquisadores ainda identificaram – por meio de estudos complementares – que menos sono significa mais estresse no dia seguinte. Ou seja, uma noite mal dormida ou de sono muito mais curto do que deveria ser pode resultar em conflitos no trabalho e na família.

Então...pra quê, né?

Desacelera! Vai dormir! Descanse seu corpo e sua mente adequadamente.

O conteúdo streaming pode esperar...

(Ou será que não?) 

 

[Fonte: Revista Galileu]