Publicado em: 08/02/2019


Você consegue sentir a Terra girando?

Não?

Não se preocupe, nem você, nem nós, nem ninguém.

É, mas ela gira.

E quais seriam as reais consequências para os seres vivos se, de repente, nossa casa maior parasse seu movimento de rotação?

Nem os cientistas sabem ao certo, acredita?

Só sabem que seria uma catástrofe. E que, muito provavelmente, a vida no planeta seria extinta.

Diante da situação hipotética citada, o dia e a noite durariam seis meses.

Ufss!!

A partir disso, duas situações, bem opostas, poderiam acontecer: o mundo iria se tornar extremamente quente ou entraria em uma era glacial.

No primeiro caso, o calor excessivo seria resultante da evaporação intensa da água dos oceanos do lado em que estivesse dia. Isso aumentaria o efeito estufa e a temperatura global, que poderia alcançar níveis exorbitantes.

No caso oposto, diante do esfriamento glacial, aconteceria uma super acumulação de neve no lado em que estivesse noite. A partir disso seria formada uma camada de gelo tão espessa que não derreteria nem quando o dia voltasse a raiar por lá.

Pensa que parou por aí? Não, tem mais!

Se o planeta parasse de girar iria de uma velocidade de, aproximadamente, 1.675 km/h (em uma latitude de 45°) para zero.

Pensa no tranco? Aff!

Pois é, por conta do efeito inércia, todas as construções e edificações no planeta cairiam e fortíssimos terremotos assolariam a Terra.

Melhor nem pensar nisso. Já que a gente nem sente, deixa ela girando que é melhor, né?


[Fonte: Mundo Educação]