Publicado em: 14/03/2019

Como despertar o sentimento de ownership e contribuir para o crescimento da empresa em que você trabalha?


Ownership.

Já ouviu falar neste termo?

Na tradução simples significa “sentimento de dono” e, se você quer saber, trata-se de uma habilidade comportamental que vem sendo bastante requisitada em processos seletivos por aí.

E quais atitudes compõem a tal habilidade?

Bom, podemos elencar algumas: atitude para tomar riscos de maneira controlada, resiliência, visão sistêmica e de longo prazo, espírito criativo, olhar voltado para inovação, experimentação e responsabilização perante os resultados, por exemplo.

Ué, mas estas não são características típicas de empreendedores?

Também, mas não exclusivas dos que abrem empresas.

Quando alguém trabalha em uma empresa que ama, em um ambiente que ecoa seu propósito pessoal, com o qual encontra afinidade com a cultura e os valores, nasce – de forma intrínseca – o sentimento de propriedade.

É a ideia de que estão todos no mesmo barco e a assertividade de um vai pulverizar todos, impulsionar a empresa, trazendo benefícios para a coletividade.

Mas...pensando bem aí, você concluiu que não tem este perfil.

Será que é possível desenvolver tais particularidades profissionais?

Especialistas são taxativos na resposta: claro que sim!

De que jeito?

Vem ver...

Você precisa, primeiro, investir na sua capacidade de se responsabilizar pelos resultados de sua equipe, ou seja, assumir os riscos de uma mudança operacional e estratégica em prol de realizar um projeto ou tarefa, com recursos diferentes e de maneiras diversas.

Quer outra dica?

Experimentação!

Não tenha medo de errar e, assim, construir melhorias em cima dos erros/acertos que acontecem ao longo do processo.

Isto posto, responde aqui para a gente: você está pronto (a) para despertar seu lado ownership?


 [Fonte: Portal Administradores]